Tragédia: falta de fiscalização e corrupção

Image

Os argumentos sobre o que aconteceu no desabamento do prédio no Rio de Janeiro são muitos. Especialistas descartam explosão, outros falam em problemas no solo, e tem aqueles que dizem que a culpa foi da obra que se estabelecia no edifício. O mesmo aconteceu com o restaurante que explodiu em outubro do ano passado, quando várias vítimas morreram.

Problemas com obras são registrados diariamente na cidade do Rio de Janeiro e em todo o Estado. Porém os culpados geralmente não aparecem e os verdadeiros responsáveis ficam impunes.

O que também corrobora para esses desfechos, é a falta de fiscalização por parte do setor público e a o mais grave, a corrupção. Não é difícil ouvir relatos de agentes públicos se vendendo por propinas que colocam em risco milhares de vidas.  Enquanto não houver maior responsabilidade na fiscalização e afastamento de maus profissionais, estaremos a mercê dos riscos de vida.

Meus sentimentos as vítimas desta tragédia.

Administre melhor seu tempo

Como o ditado diz: “tempo é dinheiro”, por isso é importante estabelecer uma conduta condizente

com o tempo em que nos é destinado. A melhor forma de se fazer isso é estabelecer metas. As metas fazem com que tenhamos mais responsabilidade com nossos afazeres para que assim possamos cumpri-los com mais eficácia e responsabilidade.

Outra forma de aproveitar melhor o nosso tempo é eliminar coisas que não são necessárias em nosso dia-a-dia. Utilizar ferramentas mais acessíveis ao nosso conhecimento faz com que aproveitemos o melhor dela, e assim conseguimos ser mais produtivos e poupamos tempo. Se você está habituado a usar agendas comuns, por que usar um tablet? O que pode ser uma “mão na roda”, pode se tornar um martírio, pois será necessário uma adaptação que poderia ser evitada.

Até na hora de se atualizar é importante ter critério. Por termos uma infinidade de meios de recepção de informação, acabamos lendo coisas que não são importantes para nossa vida particular e profissional, então estabelecer assuntos que irão nos informar é de fundamenta importância. Um economista, por exemplo, precisa de informações sobre a bolsa de valores, alta das moedas, crises mundiais, etc. Então resumo de novelas não seria tão produtivo profissionalmente, a menos que queira discutir sobre o assunto no almoço ou com a mãe aposentada em casa. Por isso estabelecer critérios sobre o que se informar é fundamental.  Uma dica que fica é usar RSS, que é uma ferramenta que serve para agregar conteúdo de sua preferência, seja de blogs ou sites de notícias.

Uma matéria jornalística pode ser enfadonha de se ler, por isso os jornalistas utilizam uma técnica que se chama pirâmide investida, ou seja, as principais informações se encontram no início do texto. O restante são complementos que realçam a informação dando mais detalhes. Então ao ler uma matéria, leia os títulos e primeiros parágrafos com atenção, assim você saberá da informação com mais rapidez.

Como contamos com uma série de ferramentas digitais que nos auxiliam na recepção dos vários assuntos noticiosos, é importante que tudo isso seja direcionado para uma só plataforma. É comum o uso de várias redes sociais. Por exemplo, se você utiliza o Twitter, Facebook, Linkedin, etc, procure utilizar programas que deixem todas essas redes em um só lugar, o tweetdeck é uma ótima plataforma para esse objetivo. Assim você pode poupar tempo por não precisar logar em todas essas redes e ficar com várias janelas do seu navegador aberto.

Podemos nos comparar com o processador do seu computador, se você abrir vários programas de uma só vez, esses vão ficar lentos ou inoperantes, ou seja, se você faz muitas coisas juntas e recebe muitas informações de uma só vez, é bem provável que uma ou outra coisa não seja executada como deveria e algum afazer ficará de lado. Então seja mais criterioso na poupança de seu tempo ou instale um Core i7 na sua cabeça. Lembre-se: tempo é dinheiro!

O TRÂNSITO TRIRRIENSE E O BOM SENSO

A iniciativa do poder público em fazer um novo plano viário da cidade foi da melhor boa intenção, porém a eficiência de tal passa por melhorias em outros setores. O primeiro deles é a adaptação dos transeuntes que circulam pelo Centro da cidade e bairros, passando não só pelos pedestres, mas também pelos condutores de veículos, ciclistas, da Guarda Municipal, Polícia Militar e etc.
Uma grande parcela dos usuários de automóveis ou não tem conhecimento das leis de trânsito, ou simplesmente a ignoram. O uso de cinto de seguranças caiu em desuso, na maioria das vezes ignoram o equipamento de segurança; as setas dificilmente são utilizadas corretamente. Paralisar o trânsito para uma conversa ou para uma carona (demorada) é coisa normal; parar sobre a faixa ou não respeitá-las é coisa corriqueira.
Não podemos nos esquecer dos nossos amigos motociclistas que não se abstém de ultrapassar pela direita, corredores ou pelos acostamentos (faltam pouco passar sobre as calçadas). E quem pensa que todos esses problemas são praticados por pessoas desconhecedoras das leis de trânsito está enganada. Encontrar guardas municipais transitando sem cinto de segurança é normal, segundo informações uns nem habilitação possuem. Quem nunca viu o quadriciclo da guarda que nem retrovisor tem.
A Polícia Militar é um caso a parte. Segundo informações eles tem a permissão de não utilizarem cinto de segurança (em serviço), pois precisam sempre ter uma abordagem rápida e segura, mas infelizmente algumas vezes ignoram o bom senso e estacionam suas viaturas sobre a praça. Quem já teve sua moto apreendida ou conhece alguém que já teve, com certeza já presenciaram policiais conduzindo o veículo para o depósito sem capacete, isso definitivamente não pode. Além de ser um perigo para o condutor, isso é um exemplo ruim para os civis.


Outro perigo que o poder público deveria olhar com mais atenção,  são os inúmeros veículos que carregam seus funcionários na caçamba, podendo ter consequência graves, caso um deles caia ou uma colisão aconteça. Não podemos nos esquecer dos bairros, que é comum encontrar carros estacionados sobre as calçadas ou de forma que atrapalhe o trânsito.
É preciso haver não só consciência e bom senso de pedestres e condutores, como também uma fiscalização mais eficaz por parte dos órgãos competentes.

VOCÊ JÁ DOOU HOJE?

image

Iniciativas como o Teleton e Criança Esperança são de grande ajuda para milhares de pessoas em todo o país. O Criança Esperança faz um verdadeiro show com seus artistas globais e cantores em evidência.  Já o Teleton que não conta com os grandes atores e cantores, aposta nos próprios beneficiados para buscarem as doações, assim deixa o ato filantrópico muito mais emocionante e contagiante. Enfim, iniciativas como desses dois programas são sempre bem vindas e deveriam ser repetidas, também, a nível regional ou quem sabe municipal.
Imagine um evento que contasse com artistas de nossa cidade e região que buscassem arrecadar doações para os nossas entidades filantrópicas, asilos e instituições de caridade .
Já que não temos eventos como esses a nível municipal ou regional, podiamos direcionar as doações do Teleton ou até mesmo do Criança Esperança à entidades de nossa região que seria de grande valia e veríamos os resultados bem mais próximo .
Em vez enviar doações para o Teleton, mandem para uma dessas instituições:
Asilo São Vicente de Paulo
Asilo Metodista
Apae
Agora me lembro dessas , se lembrarem de mais, é só comentar .

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Tiago Tavares

Ter liberdade de expressão é o sonho de qualquer jornalista recém-formado – ou que está por formar. Poder apurar os fatos de forma séria, informar coerentemente, utilizando sempre da ética e da verdade, essa deveria ser a missão dos que são e que almejam ser jornalistas. Porém, infelizmente a realidade é diferente, precisamos medir nossas palavras, ir contra nossos princípios e no final de forma maquiada e respeitando o que o sistema manda, informar depois de várias voltas.

Mesmo sabendo de todas as dificuldades, ainda sonho com a liberdade de expressão e a democratização da informação sem a maquiagem governamental e o controle dos poderosos. Por isso inicio esse blog com a tentativa de informar, opinar e treinar aquilo que não aprendi na faculdade e aquilo que venho aprendendo no dia-a-dia. Espero que gostem e saibam que estou sempre aberto a críticas. Sinta-se a vontade!